Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Carreira

É possível separar a vida pessoal e profissional?

BLOG NEWTON PAIVA

Os melhores conteúdos sobre EAD e educação

Carreira

É possível separar a vida pessoal e profissional?

Redação
Por Redação em Aug 10, 2022 12:15:00 AM | 21 min de leitura

Conseguir lidar com as responsabilidades do trabalho, de casa e da família de maneira equilibrada não é exatamente uma tarefa fácil. Tampouco é uma tarefa impossível!

Equilibrar a vida pessoal e profissional demanda muito autoconhecimento e, principalmente, dedicação.

Continue o artigo para entender como manter a harmonia entre esses dois aspectos de nossas vidas. Boa leitura!

O que significa ter vida pessoal e vida profissional
Como a relação entre vida pessoal e profissional se dá na prática
3 problemas causados pela falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional
8 dicas de como manter o equilíbrio entre vida pessoal e profissional 

Acelere sua carreira com a pós-graduação EAD da Newton Paiva!

O que significa ter vida pessoal e vida profissional 

Antes de entender um pouco mais sobre o que significa ter vida pessoal e profissional, vamos pensar um pouquinho juntos sobre o que aconteceu nos últimos anos? 

Em um primeiro momento, achamos que não há muita diferença entre vida pessoal e profissional.

Mas, quando paramos para refletir, percebemos que, ainda que as duas estejam interligadas, é muito importante conseguir separá-las. 

Desde 2020, o mundo tem enfrentado diversos desafios com a pandemia da Covid-19. Mas disso você já sabe bem, não é mesmo? 

A questão é que a doença provocou mudanças de comportamento significativas em todos os âmbitos de nossas vidas. 

A vida pessoal ficou abalada, não podíamos mais sair como antes, ver os amigos, estar com a família, aproveitar momentos de distração e lazer fora de casa.

Hoje, graças à vacinação, essa realidade vem sendo deixada para trás. Ainda bem né? Foram tempos difíceis. 

No trabalho, tivemos grandes mudanças também: a prática do trabalho remoto, o famoso home office, foi acelerada por muitas corporações – e, cá entre nós, entre trancos e barrancos. 

O trabalho remoto e híbrido deixaram de ser uma alternativa e viraram uma solução, que foi implementada para suprir as necessidades de empresas que não estavam exatamente preparadas para lidar com esse modelo.

E, na verdade, muitos de nós também não. Mas por que falamos de tudo isso antes de falar sobre vida pessoal e profissional?  

Dentro desse cenário vivido nos últimos anos, tivemos diversas experiências que nos fizeram perceber como é tênue o limite entre essas duas partes de nossas vidas.

Mais ainda, como é importante conseguir separar estes dois mundos que passaram a conviver entre as mesmas quatro paredes. 

Ter vida pessoal vai muito além do que apenas “viver fora do trabalho”, existem diversas questões que se sobrepõem.

A vida pessoal engloba desde como você cuida da sua saúde até os seus relacionamentos, seja com família ou com amigos. 

Ela é vivida plenamente, sem que nos demos conta. O que isso tem de bonito, tem de perigoso, afinal, desse modo é fácil não dar valor para as coisas simples do dia a dia. 

Na vida profissional, tomamos um nível de consciência muito maior sobre cada um dos atos decorridos.

Executar as tarefas que nos são confiadas no horário de trabalho tem um peso diferente do que passear com o cachorro ou lavar os pratos do almoço, não é mesmo?  

Então aqui é um bom momento para pensarmos, por quê?  

Como a relação entre vida pessoal e profissional se dá na prática 

A vida pessoal é de extrema importância, afinal, é nela que vivemos nossas realizações, nossos sonhos, desejos, nossas alegrias e nossas tristezas.

É a nossa vida num aspecto mais amplo possível. Não podemos e nem devemos ignorá-la. 

Já a vida profissional é o que possibilita alcançar todos os planos traçados para a vida pessoal: nos desenvolver, especializar, nos tornarmos profissionais melhores, progredir no mercado e alcançar novos patamares de realização. 

Percebe como tudo está interligado?  

Quando colocado dessa forma, parece que só a nossa vida pessoal depende da profissional, não é mesmo? Aí é que nos enganamos.

Uma depende da outra em pé de igualdade. 

É importante entendermos que visitar nossos pais, passear com o pet, brincar com nosso filhos, beber com amigos, passear por aí, descansar, enfim, tudo isso é tão importante quanto entregar nosso trabalho em dia.

Isso, inclusive, afeta nossos níveis de produtividade. 

Manter o equilíbrio entre vida pessoal e profissional nos permite criar conexões com o mundo à nossa volta, sermos mais felizes e ter qualidade de vida.

É possível separar a vida pessoal e profissional?

3 problemas causados pela falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional 

Quando não conseguimos separar esses dois aspectos das nossas vidas, caímos na armadilha de nos sobrecarregarmos, levando problemas do trabalho para dentro de casa e problemas de casa para dentro do trabalho. 

Para que você entenda as consequências, listamos abaixo alguns problemas causados pela falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional:

1. Problemas psicológicos 

Vivemos em uma época em que os transtornos mentais são mais bem aceitos pela sociedade, deixando de ser um tabu que outras gerações insistiam em carregar.

Aliás, vivemos em tempos em que a depressão é nomeada como o mal do século. Dentre os problemas mais comuns causados pela sobrecarga de trabalho estão: 

  • Depressão; 
  • Ansiedade; 
  • Síndrome de burnout. 

São problemas graves que afetam cada vez mais pessoas e, infelizmente, estão entre as principais causas de afastamento do trabalho. 

2. Problemas físicos 

Quando não conseguimos separar vida pessoal e profissional, é comum carregarmos pensamentos sobre o trabalho para casa e vice-versa. 

Muitas vezes não percebemos que isso acaba se refletindo em tensões musculares, dores e problemas para dormir. 

3. Queda na produtividade 

Tudo o que foi citado até aqui já deve ter dado um panorama da seriedade que a falta de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional pode causar.

Mas tente pensar aqui na queda de produtividade, não só no âmbito profissional. 

Somos afetados por essa falta de vontade também na vida pessoal. Acabamos perdendo a energia para praticar exercícios físicos, para nos divertir, estar em família ou entre amigos. 

No fim das contas, quem perde com essa falta de equilíbrio somos nós mesmos. 

8 dicas de como manter o equilíbrio entre vida pessoal e profissional 

Se você chegou até aqui, muito provavelmente deve ter identificado alguns fatores que não estão colaborando com o seu equilíbrio, certo? 

Não adianta pensar demais sobre isso, poiso excesso de pensamento e a falta de ação tendem a dificultar mais ainda. 

De fato, não é uma tarefa fácil e nem pode ser subestimada. Sabemos que a adoção de novos hábitos sempre vem com dificuldades. 

Tudo depende da sua persistência e constância. Quando as dificuldades surgirem, lembre-se do porquê você está buscando mais equilíbrio e de como isso vai te fazer uma pessoa melhor. 

Justamente por isso, listamos algumas dicas importantes que podem te ajudar a dar os primeiros passos para uma vida mais equilibrada e saudável. 

1. Organize seu tempo 

Definitivamente o ativo mais importante que temos, o tempo é a chave para o sucesso de tudo.

Saber usar nosso tempo com responsabilidade pode parecer uma tarefa básica, mas na verdade é bem complexa. 

Trabalhar todos os dias até às dez da noite, quando seu expediente termina às seis, não significa que você é mais produtivo, significa que você está se sobrecarregando! 

Tão importante quanto as oito horas de trabalho por dia são as oito horas de sono, os momentos de lazer, até os momentos de bobeira, reservados para fazer o “nada”. 

Saiba administrar o seu tempo e não se frustre nas primeiras tentativas. Organizar uma agenda é, sim, uma tarefa bem mais complexa do que parece.  

Seja realista, não adianta colocar uma tarefa atrás da outra como se você fosse uma máquina. Ter tempo para descansar é importante, fixe isso na sua mente! 

2. Cuide da saúde 

Não é segredo para ninguém que a saúde é extremamente importante, afinal, já diz o ditado “quem tem saúde, tem tudo!”, não é mesmo? 

A saúde é quem dita a nossa energia, nossa vontade, nossa capacidade de correr atrás de tudo o que precisamos.

Desde entregar aquele relatório importante até passear no parque com a família. 

Não ignore seu corpo e muito menos sua mente. Cuide de si mesmo e saiba reconhecer aqueles momentos que demandam uma pisada no freio.  

Vá com calma, você tem toda a sua vida para conseguir alcançar os seus objetivos. Para isso, você precisa cuidar bem da sua saúde física e mental. 

Se ainda não pratica alguma atividade física, por exemplo, comece pela caminhada, ela é um bom ponto de partida. 

3. Cultive as suas relações 

Não subestime o poder que existe em manter conexões com outras pessoas – e não estamos falando de networking. 

Manter laços estreitos com seus familiares e amigos é importante. No fim, a vida está aí para ser vivida e pessoas ao nosso redor vêm e vão o tempo todo. 

Reservar um tempo para estar com aqueles que amamos nos deixa melhor, traz um senso de comunidade e nos torna mais humanos. 

É ótimo para “recarregar as baterias” quando nos sentimos pressionados por questões muito particulares, pois quando conversamos com outras pessoas, percebemos que existe muito mais na vida. 

4. Tire um tempo só para você 

Tão importante quanto estar entre amigos e família é conseguir tirar um tempinho só para você.

Quando aproveitamos a nossa própria companhia, temos a oportunidade de praticar o autoconhecimento, ferramenta indispensável para nos tornarmos pessoas melhores. 

Aqui vale de tudo, desde ler aquele livro que está parado há um tempo, fazer uma caminhada com aquela playlist que você adora, praticar meditação, praticar algum exercício físico, visitar algum lugar, fazer skincare. 

Vale qualquer coisa que te deixe satisfeito e que vá trazer paz interior. 

5. Faça as coisas de que gosta 

Sabe aquele grupo de amigos que saía pra beber e de repente você não viu mais?

Ou então aquela padaria que você ia todo sábado porque servia o melhor pão na chapa, mas que, por falta de tempo, você não vai há meses? 

Viver essas experiências significativas é importante pois nos fazem perceber como a vida é boa. 

Sabemos que no dia a dia precisamos fazer de escolhas, mas será que abdicar de tudo aquilo que você gosta é realmente um ato inteligente? 

O nome disso não é escolha, é privação! É primordial que você viva bem e fazer as coisas que você gosta é um jeito disso acontecer. 

6. Esqueça o trabalho 

Com certeza o workaholic — ou, em bom português, o viciado em trabalho — que existe em você achou esse item um absurdo, certo? 

Assim como você zela para suas questões pessoais não afetarem seu desempenho no trabalho, é importante conseguir se desligar do trabalho quando estiver fora dele. 

Acabou o expediente, chega de preocupação e deixe as tarefas para o próximo dia útil. Defina um limite e saiba valorizar os seus momentos de lazer e vida pessoal. 

7. Saia da rotina 

Quando foi a última vez que você fez um caminho diferente para casa?

Ou foi a um mercado novo? Talvez essas questões pareçam bobagem, mas é importante desautomatizar nossas vidas. 

Sair da rotina não precisa significar grandes mudanças, como você viu nos nossos exemplos acima.

Às vezes, tudo o que você precisa é se soltar um pouco, deixar a vida te levar de um jeito mais leve. 

Planejamento é importante, mas, em alguns momentos, tudo o que precisamos é nos permitir a novas experiências. 

8. Aprenda coisas novas 

Sabe aquele idioma que você jura que vai começar a aprender, mas que sempre vira promessa de ano novo? 

Pois é, ele pode ser uma ótima opção para isso, afinal, nunca é tarde para aprender algo novo. 

Ainda que isso já seja um bom argumento para te incentivar, sabia que o nosso cérebro também se beneficia de novos aprendizados?

Quando nos esforçamos para aprender coisas novas é como se estivéssemos fazendo uma sessão de treinamento para o cérebro.  

Aprender algo que não conhecemos ajuda a criar novas conexões neurais, reduzir o estresse, além de, claro, trazer um novo conhecimento. 

Existem várias formas para incluir o aprendizado no seu dia a dia sem que isso interfira nas suas outras responsabilidades. 

Os cursos da Pós +Carreira EAD Newton Paiva são um exemplo. 

As aulas são 100% online, assim você consegue adquirir novos conhecimentos sem deixar de lado sua vida pessoal e profissional. 

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.


Esperamos que essas dicas te ajudem a ter mais equilíbrio na sua vida pessoal e profissional. 

Por mais que existam dificuldades às vezes, esse movimento não é impossível e temos certeza de que você é capaz!

Leia também:

Carreira

Veja mais conteúdos da Newton Paiva sobre EAD e educação

Entenda a diferença entre educação especial e inclusiva

Você sabe a diferença entre educação especial e inclusiva? 
17 min de leitura

Mundo VUCA e BANI: entenda a diferença entre os conceitos

Você sabe o que são o mundo VUCA e BANI? Estes são conceitos que definem o momento em que vivemos enquanto sociedade e ...
17 min de leitura

Qual a diferença entre MBA e pós-graduação?

Seguir estudando após a graduação é um desejo de muitos profissionais e os motivos são vários: agregar mais ...
14 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Carreira
Acelere sua carreira com a pós-graduação EAD da Newton Paiva!

Posts mais recentes