Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Mercado de Trabalho

Já imaginou trabalhar em uma semana de 4 dias? A tendência veio para ficar

BLOG NEWTON PAIVA

Os melhores conteúdos sobre EAD e educação

Mercado de Trabalho

Já imaginou trabalhar em uma semana de 4 dias? A tendência veio para ficar

Blog da Pós EAD da Newton
Por Blog da Pós EAD da Newton em May 3, 2022 10:00:00 AM | 15 min de leitura

A semana de 4 dias é um formato de trabalho que tem conquistado adeptos pelo mundo todo. As novas tecnologias têm possibilitado que colaboradores trabalhem mais em menos tempo. Além disso, as empresas também estão mais preocupadas com a qualidade de vida do trabalhador.  

O formato de trabalho atual no Brasil é o mesmo de 1932, quando Getúlio Vargas atendeu as reivindicações dos operários, decretando a jornada de trabalho com 8 horas diárias e 44 horas semanais.  

No passado, os trabalhadores tinham 8 horas por dia para resolver suas demandas. E isso acontecia sem o auxílio das ferramentas que temos hoje em dia: computadores potentes, internet de alta velocidade, aplicativos de mensagens instantâneas e troca de informações com o mundo todo em tempo real.  

Esses e outros motivos, nos permitem a execução de mais atividades dentro do mesmo período, ou seja, estamos trabalhando demais.  

Neste texto, falaremos sobre os países da Europa que adotaram a semana com 4 dias de trabalho. Será que essa nova possibilidade de expediente funciona no Brasil? E na sua empresa? 

Continue a leitura: 

Como funciona a semana de 4 dias de trabalho  
As vantagens da semana de 4 dias de trabalho 
A semana de 4 dias de trabalho pelo mundo  
Empresas brasileiras que já adotaram a semana de 4 dias de trabalho  
O que diz a lei brasileira 

Acelere sua carreira com a pós-graduação EAD da Newton Paiva!

Como funciona a semana de 4 dias de trabalho 

Os finais de semana já não são o suficiente para se recuperar do cansaço do trabalho. E essa afirmação não é só uma brincadeira na internet.  

Vivemos no momento social definido como BANI, um conceito que define o mundo de hoje e significa, em inglês: 

  • Brittle: frágil 
  • Anxious: ansioso 
  • Nonlinear: não-linear 
  • Incomprehensible: incompreensível 

As informações trazidas pela tecnologia, as mídias sociais e a exigência do mercado de trabalho nos transformou em uma sociedade que tem muita pressa e pouco descanso.  

A proposta da semana de 4 dias de trabalho tem o objetivo de oferecer mais um momento de descanso para o trabalhador. Essa pausa durante a semana promete mais satisfação pessoal e, consequentemente, uma produtividade mais alta.  

As vantagens da semana de 4 dias de trabalho 

Quem defende esse modelo de trabalho destaca algumas vantagens, como:  

  • Aumento da produtividade; 
  • Bem-estar do trabalhador; 
  • Despesas menores; 
  • Redução das faltas. 

Aumento de produtividade 

Para entregar as mesmas demandas de sempre em menos dias de expediente, estratégias de gestão de tempo são aplicadas para ter um trabalho mais fluido. 

Por exemplo: as reuniões de pouca importância são desmarcadas ou reduzidas e a autogestão permite a distribuição das atividades entre os dias da semana. Um formato mais objetivo e direto de trabalho. 

Bem-estar do trabalhador

Uma semana com 4 dias de trabalho permite que o trabalhador tenha mais qualidade de vida. Ele consegue mais tempo para estar com a família, passear com o pet, descansar sem culpa e até se dedicar a hobbies.  

Portanto, a jornada de trabalho reduzida proporciona mais felicidade na vida do colaborador, evitando grandes números de rotatividade, altos níveis de estresse e doenças como o burnout. 

Despesas menores

A empresa economiza em despesas administrativas com o expediente reduzido. A Microsoft Japão, por exemplo, fez um teste da semana de 4 dias de trabalho em 2019 e constatou a redução drástica no uso de papel, energia e demais materiais de uso diário. 

Redução das faltas

Compromissos com consultas médicas, exames de saúde, pendências de banco, cartório e demais situações são agendados no dia de folga e isso reduz os períodos de ausência e até mesmo faltas durante a semana de trabalho.  

Esses foram os principais pontos notados pelas empresas que aderiram a semana de 4 dias. As vantagens são interessantes tanto para as organizações e faturamento, quanto para os colaboradores.  

A semana de 4 dias de trabalho pelo mundo

Essa nova possibilidade de expediente já é uma realidade em vários países do mundo. Enquanto alguns já adotaram como método definitivo, outros estão passando por testes para entender se o formato funciona para o seu ramo de atividade. 

Abaixo listamos alguns exemplos e seus resultados:  

Islândia 

Os testes com semana de 4 dias de expediente aconteceram entre 2015 e 2019. Os trabalhadores tiveram mais um dia de folga durante a semana, sem que houvesse descontos na folha de pagamento.  

Os pesquisadores que aplicaram tal dinâmica afirmaram que os resultados foram fantásticos, a produtividade permaneceu a mesma ou teve melhoras significativas na maioria dos locais de trabalho. 

Os números foram tão bons que os sindicatos renegociaram uma nova forma de expediente e, hoje, 86% da força de trabalho do país têm jornada de trabalho reduzida, porém com atualizações dos salários. 

Nova Zelândia 

A Perpetual Guardian, uma empresa de serviços financeiros que adotou a semana de 4 dias de trabalho no país, implantou em 2018 um projeto que envolvia 240 funcionários, com objetivo de testar a nova jornada, mas sem que houvesse alteração salarial. 

Os resultados foram bem positivos:  

  • A satisfação com o trabalho subiu 5%; 
  • O estresse diminuiu em 7%; 
  • O equilíbrio entre a vida pessoal e profissional saiu de 54%, para 78%.  

O diretor executivo da Perpetual Guardian, Charlotte Lockhart, é também um dos responsáveis pela implementação do projeto teste, e afirmou, no portal de notícias G1, que as faltas no trabalho diminuíram e a qualidade de vida dos colaboradores aumentou.  

O projeto deu tão certo que serviu de inspiração para outras multinacionais.   

Japão  

Até a terceira maior economia do mundo testou a semana de 4 dias de trabalho.  

A implementação aconteceu na Microsoft Japão e todos os 2300 colaboradores ganharam folga nas sextas-feiras. Esse movimento fez com que os funcionários usassem o tempo de expediente com mais eficiência e os resultados foram impressionantes:  

  • A produtividade aumentou em 40% no período; 
  • O consumo de energia elétrica caiu 23,1%;  
  • Foram registrados 25,4% pedidos de folga a menos;  
  • Queda de 58,7% no consumo de papel. 

Espanha 

A jornada de trabalho reduzida chamou atenção também do governo espanhol, que inicialmente financiou o projeto-piloto nas empresas que toparam participar do teste.  

Uma delas foi a Delsol Software, que confirmou a redução de 30% nas faltas e atrasos em comparação com o mesmo período do ano anterior após aderir a semana de 4 dias.  

Bélgica 

O esquema de jornada reduzida é muito discutido no país. E fica a critério dos colaboradores trabalhar durante 4 ou 5 dias na semana, quem opta por menos tempo, ganha 3 dias de descanso e mais tempo com a família.   

Outros países 

Empresas do Reino Unido, Dinamarca, Escócia, Inglaterra e Estados Unidos também passaram por testes considerando a semana de 4 dias de trabalho. Todas tiveram resultados positivos.  

Vale ressaltar que é contraditório aderir a jornadas de trabalhos modernas, mas não ser uma empresa que apoia a diversidade no ambiente organizacional, por exemplo. Afinal, já não há mais espaço para organizações excludentes.  

A semana de 4 dias de trabalho já é uma realidade no Brasil.

Empresas brasileiras que já adotaram a semana de 4 dias de trabalho 

Enquanto algumas empresas do Brasil seguem se adaptando ao trabalho híbrido, outras já estão testando a semana de 4 dias de trabalho. 

Hoje falaremos sobre duas delas: Zee.Dog e Agência Shoot. 

Zee.Dog 

A empresa de produtos pet aderiu ao modelo de jornada reduzida em março de 2020, com o objetivo de aumentar a qualidade de vida e produtividade dos colaboradores que trabalham nos escritórios do Rio de Janeiro e São Paulo. 

A análise de resultados aconteceu após a primeira semana da nova escala e todos os trabalhos foram entregues no prazo, mesmo com um dia a menos de expediente. 

Shoot

Uma agência de comunicação que fica no Rio Grande do Sul também adotou uma jornada reduzida e todos estão satisfeitos. 

A nova escala é composta por 4 dias de trabalho e expediente de 6 horas diárias, sem qualquer desconto no holerite. A equipe composta por 11 pessoas se divide em 2 grupos, um deles trabalha de segunda a quinta e o outro de terça a sexta-feira. As metas seguem sendo batidas. 

É fácil entender o grande diferencial dessa nova proposta de trabalho, porque não é a quantidade de horas trabalhadas que importa, mas, sim, como você desenvolve suas atividades e gere as entregas dentro da semana de 4 dias de trabalho.  

E se você ficou em dúvida sobre como ser contratado por essas empresas, uma dica importante é seguir atualizando suas habilidades, competências e currículo, seja por meio de especializações, como as da Pós +Carreira EAD Newton Paiva, ou de cursos livres.  

O que diz a lei brasileira 

A Consolidação das Leis de Trabalho, popularmente conhecida como CLT, estipula apenas o limite da jornada máxima para os funcionários, que no Brasil é de 44 horas semanais. 

Ou seja, o empregador tem total liberdade para reduzir a jornada de trabalho e oferecer mais um período de folga para seus colaboradores.  

A redução de salários só pode acontecer com aprovação do sindicato profissional, mas se a empresa quiser aderir a uma jornada de trabalho reduzida, sem diminuir o salário, tem total liberdade para a mudança.  

Viu só? O mundo corporativo está em constante movimento e em busca de novos testes, até a jornada de trabalho, que por anos foi mantida a mesma, também está em transformação em empresas do Brasil e do mundo. 

Como está o seu preparo para fazer parte deste movimento?  

Investir em uma pós-graduação é um caminho seguro para conquistar mais oportunidades no mercado de trabalho.  

A Newton oferece especializações 100% online, com professores mestres e doutores e metodologia ativa. 

Com os nossos cursos, você pode atualizar o seu currículo de 3 em 3 meses, já que a cada etapa concluída o estudante recebe um certificado para validar de seus estudos e desempenho.  

A Newton se orgulha de ter 90% dos seus estudantes formados inseridos no mercado de trabalho e você pode ser o próximo. 

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Mercado de Trabalho

Veja mais conteúdos da Newton Paiva sobre EAD e educação

Conheça a importância da leitura para a formação profissional

A importância da leitura é uma questão que nos atravessa desde os anos iniciais da educação e (por que não?) continua ...
13 min de leitura

Como fazer networking: o que muda no pós-pandemia?

Como fazer networking quando nossos hábitos estão muito diferentes no pós-pandemia?
12 min de leitura

Nomadismo digital: o sonho de trabalhar de qualquer lugar do mundo

Imagine ligar o seu notebook e trabalhar na praia, na fazenda ou em uma casinha de sapê? 
22 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Mercado de Trabalho