Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Carreira

Mudança de carreira: como saber que chegou a hora?

BLOG NEWTON PAIVA

Os melhores conteúdos sobre EAD e educação

Carreira

Mudança de carreira: como saber que chegou a hora?

Mariana Bortoletti
Por Mariana Bortoletti em Nov 16, 2021 5:12:49 PM | 22 min de leitura

São muitos os motivos que levam uma pessoa até a mudança de carreira. 

Pode ser que a escolha da profissão tenha sido feita muito cedo, ou talvez tenha levado em consideração apenas a remuneração e hoje existe uma insatisfação ou, simplesmente, pode ser que a área escolhida não faça mais sentido e bate aquela vontade de mudar. 

Tomar a decisão de mudar de carreira não é fácil, porém pode valer muito a pena. 

Por isso, se você está se sentindo insatisfeito com a sua profissão, este conteúdo é para você.

Aqui vamos falar sobre como descobrir se chegou mesmo o momento da mudança de carreira e como passar pela transição com tranquilidade. 

Você vai conferir: 

Como saber que é hora de mudar de carreira? 
Reskilling ou requalificação: por que é importante na mudança de carreira 
Como a pós-graduação ajuda na mudança de carreira 
Como escolher uma nova carreira? 
10 passos para mudar de carreira 
Conclusão

Como saber que é a hora de mudar de carreira? 

Como o trabalho ocupa uma boa parte das nossas vidas, ter satisfação na atividade que realizamos é essencial.

Por isso, primeiramente é preciso entender que o trabalho não precisa ser uma obrigação e sim, uma atividade que nos deixa felizes e orgulhosos.

É preciso sentir prazer no que fazemos. 

E se você não está satisfeito, não sente prazer no que faz e pensa em fazer outra coisa sempre que está no trabalho, talvez tenha chegado o momento da mudança de carreira.

Mas tomar uma atitude por impulso nesse momento pode não resolver a insatisfação e trazer ainda mais frustrações. 

Então, antes de tomar uma atitude, responda as seguintes perguntas: 

1 Qual é o motivo da sua insatisfação?

Faça uma lista do que deixa você insatisfeito no seu trabalho, pode ser uma lista longa ou curta, apenas vá listando.

Fazer essa lista ajuda a entender se a sua insatisfação vem da empresa onde você trabalha ou da atividade que você realiza. 

Essa é uma distinção importante de fazer, pois se você achar que é a empresa, pode acabar mudando de emprego e continuar se sentindo insatisfeito.

Por isso, saiba qual é o motivo, se é passageiro, ligado ao local onde você trabalha, ou ligado à vocação, aquilo que você faz. 

2 Você pode exercer outra função sem precisar mudar de área?

Caso você tenha notado que a insatisfação vem das atividades exercidas, pode tentar, antes de mudar de carreira completamente, mudar sua função dentro da área onde já trabalha. 

Um exemplo que podemos dar é o de uma psicóloga. Ela não precisa necessariamente trabalhar em um consultório, ela pode buscar uma colocação dentro do RH de uma empresa.

Ou seja, não precisou mudar de carreira, apenas de função. 

3 Você tem como se sustentar durante a transição?

Esse é um aspecto muito importante de se levar em conta mesmo se você não estiver querendo passar por uma mudança de carreira.  

Ter uma reserva de emergência ajuda a arcar com as despesas fixas em um momento difícil, mas é indispensável quando você resolve optar pela mudança de carreira.

Isso porque as chances de você começar um novo trabalho em um cargo menor e ganhando menos são altas. 

4 Está disposto a alterar o seu estilo de vida?

Esse é um ponto que está diretamente ligado ao anterior. Quando a mudança de carreira acontece, normalmente você precisa começar de baixo novamente e cortar alguns luxos até conseguir sucesso ou estabilidade na nova carreira. 

Por isso, você precisa entender se está disposto a arcar com essa consequência.

E essa é uma análise muito importante de se fazer porque pode afetar, inclusive, a sua satisfação com a nova carreira nos meses seguintes. 

5 Você tem talento para a nova atividade que quer exercer?

Para que a transição para a nova carreira não seja motivo de frustração, é essencial que você entenda se tem as competências e aptidões para exercer as tarefas que a nova profissão exige. 

Por isso, você precisa entender o que é necessário para exercer as atividades da nova carreira e se você tem o que é preciso.

É possível fazer isso analisando seus pontos fortes e fracos, suas habilidades e competências e comparar com o que é exigido do profissional da área desejada. 

Também é válido conversar com amigos ou um especialista nesse momento porque você pode ter uma visão distorcida de si mesmo, acreditar que pode exercer uma função ou é bom em algo quando as pessoas ao seu redor sabem que você não é. 

Antes de tomar a decisão da mudança de carreira, você precisa saber no que é bom. 

6 Como está o mercado da nova atividade que você escolheu?

Também é importante que você conheça o mercado onde quer se inserir.

Por isso, acesse sites e portais para entender a média salarial, a quantidade de vagas oferecidas, as habilidades exigidas e as perspectivas de futuro para a área. 

O mercado de trabalho está passando por várias mudanças, especialmente ligadas com tecnologia e ferramentas digitais, e várias áreas do conhecimento estão caminhando junto com essa mudança.

Por isso, ao pensar em mudar de carreira, avalie todos esses aspectos para poder ter longevidade na sua nova profissão.

mudança de carreira - mulher estudando para mudar de carreira

7 Você consegue manter duas carreiras ao mesmo tempo enquanto a segunda não mostra resultado?

Depois de analisar e escolher a nova profissão, você precisa avaliar o quanto está preparado para focar no trabalho de maneira quase exclusiva.

Isso porque você terá a carga horário do trabalho e do aprendizado enquanto faz a mudança de carreira. 

É importante que você tenha a habilidade de equilibrar descanso, lazer e família para poder ter o melhor resultado na transição. 

8 Você precisa se especializar na nova atividade que quer exercer?

Aliás, é importante você se perguntar se vai precisar de uma especialização para poder exercer a função que quer. 

O mercado de trabalho está bastante competitivo e, no futuro, não haverá espaço para quem não se atualiza constantemente.

Porém, para além disso, a profissão que você quer seguir exige algum tipo de especialização, que você vai precisa fazer antes de mudar de carreira? 

Fazer a matrícula em uma especialização, inclusive, não só ajuda a ter os conhecimentos necessários para exercer a nova profissão como também aumenta a probabilidade de conhecer pessoas que possam ser bons contatos e tragam mais informações sobre a área escolhida. 

9 Você está preparado para o processo de transição?

Como a mudança de carreira não é um passo fácil e que vai acontecer rapidamente, você precisa se sentir preparado para dar esse passo.

E essa preparação pode estar respaldada por um projeto pessoal, um passo a passo e o apoio dos seus familiares e amigos. 

Ter um bom planejamento ajuda a estabilizar as mudanças da transição de carreira, porém também é importante que você saiba o que esperar da nova profissão. 

10 Quais são as suas expectativas para a nova atividade?

O ponto anterior nos trouxe até aqui, manejar as expectativas quanto à nova atividade. É essencial que você saiba o que vai encontrar quando mudar de carreira e quais serão os caminhos que você vai percorrer nela. 

Por isso, conhecer verdadeiramente o mercado de trabalho da nova profissão é importante, assim como a rotina e o dia a dia do profissional da área. 

Além disso, você precisa se conhecer o suficiente para saber se isso vai ser o suficiente e se não vai acabar trazendo a insatisfação dentro de alguns anos. 

Reskilling ou requalificação: por que é importante na mudança de carreira 

Podemos traduzir a palavra reskilling como “requalificação”, e ela traz o conceito de atualizar suas competências e habilidades para garantir o seu lugar no mercado de trabalho do futuro. 

Isso porque uma tendência é que a transformação digital chegue em todas as áreas do conhecimento, impactando o dia a dia das organizações e a rotina dos profissionais.

Dentro desse contexto, o reskilling significa aprender algo novo, que estaria fora da sua área de atuação direta. 

Normalmente, ele é categorizado como o ato de aprender uma nova habilidade comportamental ou técnica, algo que acrescenta ao seu conhecimento e ajuda a enfrentar uma mudança de carreira ou função. 

Aplicar o reskilling é algo que você quer fazer quando está mudando de carreira, por isso uma habilidade importante para esse momento é a de aprender constantemente. 

Como a pós-graduação ajuda na mudança de carreira 

Ligado à ideia do reskilling, fazer uma pós-graduação pode ser uma ótima maneira de fazer uma mudança de carreira.

Isso porque ela foca em um conhecimento especializado e prático de uma área do conhecimento, ajudando na sua qualificação para a função que quer exercer. 

Sabemos que o mercado de trabalho, independente da área, prioriza profissionais que se mantém atualizados e estão constantemente buscando conhecimento e aprendizado.

Fazendo uma pós-graduação, você garante a preparação que precisa para atender às demandas da nova profissão e ainda amplia o seu networking na área que quer exercer. 

Existem no mercado, inclusive, cursos de pós-graduação especializados em preparar você para acelerar a sua carreira, como é o caso da Pós +Carreira EAD da Newton Paiva. 

Nossos cursos tem aulas 100% online e emitem um certificado intermediário a cada 3 meses. Ou seja, você já pode dar o start na sua mudança de carreira sendo amparado por uma certificação.

Ao todo são 5 certificados e um acompanhamento profissional para ajudar a sua carreira a decolar. 

Conheça os cursos da Pós +Carreira EAD da Newton Paiva neste link. 

Como escolher uma nova carreira? 

Se você decidiu mudar de carreira, possivelmente já sabe qual é a área que quer atuar.

Porém, se você ainda não decidiu, temos algumas dicas de como escolher a nova carreira. 

Antes de sair pesquisando todas as áreas de conhecimento, o ideal é descobrir qual área mais combina com você e em qual você se sairia melhor.

Lembre-se de que você está mudando de carreira porque quer sentir prazer no seu trabalho. Por isso, faça essa escolha levando em conta as suas habilidades, competências e afinidade com a área desejada. 

Um teste vocacional pode ajudar nesse momento de transição também. Ele é um instrumento que identifica sua compatibilidade com áreas do mercado e o que move você enquanto profissional.

Sabendo dessas informações, fica mais fácil escolher uma profissão sem que haja frustração.

mudança de carreira - como a pós-graduação pode ajudar na mudança de carreira

Existe uma idade certa para mudar de carreira? 

Essa pergunta representa a maior crença limitante na hora de decidir pela mudança de carreira porque muitas pessoas acreditam que a idade é um fator que pode deixá-los fora do mercado de trabalho. 

Pessoas de 30, 40, 50 anos que querem mudar de carreira tendem a ficar inseguras com os riscos de mudar nessa altura da vida profissional, porém a verdade é que não existe uma idade certa para fazer a transição.

O que existe é a disposição e a vontade de que dê certo. 

Porém, ao mesmo tempo é importante não ser imprudente. Começar um processo de mudança de carreira precisa de tempo, dinheiro e dedicação, então precisa ser bem planejada e pensada. 

10 passos para mudar de carreira 

Agora que você já entendeu todos os fatores que envolvem uma mudança de carreira, vamos falar sobre os passos que você precisa seguir antes de começar. 

1 Volte a estudar, faça cursos e invista no inglês

Um dos desafios de mudar de carreira é provar que você pode cumprir as atividades da nova profissão.

Então, cursos de pós-graduação e extensão são ótimas opções. Também são boas opções cursos curtos abordando determinados tópicos da área que você quer atuar. O importante é buscar esse novo conhecimento de maneira formal. 

E, também, independente da área para a qual você decidiu migrar, ter um bom domínio do inglês é fundamental e pode ser uma peça-chave para a mudança de carreira, mesmo que você não tenha muita experiência. 

2 Procure oportunidades onde você já trabalha ou faça um CV pensando na nova carreira

Como dissemos acima, você pode optar por tentar encontrar uma posição dentro da mesma empresa que você trabalha. E essa poderia ser uma alternativa para o caso de a nova profissão que você deseja também poder ser executada na empresa. 

Senão, é interessante que você direcione o seu CV para as novas vagas que você deseja.

A intenção não é mentir no currículo, nunca faça isso, mas valorizar as habilidades e competências desejadas para as novas vagas que você tenha adquirido em experiências passadas. 

3 Converse com alguém que já mudou de carreira

A maneira mais fácil de entender o que você precisa fazer para mudar de carreira é conversar com alguém que tenha passado por esse processo também.

Essa pessoa pode, inclusive, se tornar um mentor para você e é sempre bom poder observar os outros para evitar cometer erros. 

Também é interessante conversar com alguém que migrou para a carreira que você deseja, essa pessoa vai poder dar insights sobre o que precisou aprender, quais foram os maiores desafios e como lidar com a mudança. 

4 Crie networking

Criar, e nutrir, um networking é essencial para qualquer profissional, mas ainda mais para quem quer mudar de carreira.

Isso porque ter uma relação, ou pelo menos um contato, com alguém interessante para o processo de transição profissional pode gerar algumas oportunidades. 

Uma maneira de criar networking com pessoas da sua nova área é participar de eventos, seminários e cursos onde você possa conhecer pessoas e se conectar com elas no LinkedIn. 

5 Não descarte a possibilidade de ser temporário, autônomo ou ganhar menos

Pense que a mudança de carreira é como um início do zero, onde você, possivelmente, não vai entrar com grandes conhecimentos, então começar por baixo, e ganhando menos, é uma oportunidade de crescer e fazer carreira. 

Por isso, não descarte a possibilidade de ingressar na área de trabalho que você deseja como autônomo, freelancer, assistente e, de repente, até como estagiário.

mudança de carreira - 10 passos para mudar de carreira

6 Organize suas finanças

Mais um tópico que citamos acima, organizar suas finanças é imprescindível nesse momento, ainda mais se você ingressou na nova carreira com um salário menor do que o que você tinha antes. 

É preciso que você faça uma reserva financeira antes de se aventurar na nova área, preparar os seus hábitos e estilo de vida para esse novo momento e deixar essa situação muito clara na cabeça das pessoas que dependem de você, como familiares. 

7 Descubra o que motiva você e seus objetivos de carreira

Para mudar de carreira com tranquilidade e sabendo que escolheu o caminho certo, é necessário que você descubra quais são os seus motivadores e os seus objetivos de carreira, além de entender como a nova carreira vai suprir esses fatores. 

Para isso, você precisa conhecer muito bem a nova área, o mercado de trabalho e as possibilidades de futuro desse mercado.

Além de saber como será o seu dia a dia trabalhando nessa nova área e como isso se relaciona com as suas expectativas para a carreira a longo prazo. 

8 Elimine as crenças limitantes

Uma dica essencial quando você decide mudar de carreira é eliminar aquelas cresças limitantes infundadas, como “será que sou velho demais para isso?”.

Como vimos, a idade (a maior crença limitante nesse cenário) não é impeditivo para a mudança de carreira. 

Se você tem confiança na sua escolha, planejou o processo muito bem e já está tomando ação para que ele aconteça tranquilamente, as dúvidas no processo serão apenas a sua insegurança falando. 

9 Saiba quando persistir e quando parar

É muito difícil quando uma mudança de carreira acontece de uma hora para outra, então tenha em mente que você terá que persistir e insistir.

Porém, também é importante saber que existe uma hora em que o melhor é parar e tentar uma nova estratégia. 

A persistência precisa ter um prazo, normalmente o tempo que você teria disposto para investir no processo e se dividir entre a qualificação para a nova carreira e o trabalho antigo.

Porém, se depois desse tempo que você mesmo se deu, ainda não conseguir transicionar, pare tudo o que está fazendo e trace uma nova estratégia. 

O maior problema é não saber quando desistir de um plano para focar em outro, então respeite o tempo que você mesmo se deu e seja protagonista da sua mudança de carreira dentro desse tempo. 

10 Se precisar, procure ajuda de um consultor ou headhunter

E por último, caso a sua estratégia falhe e você não consiga pensar em uma nova, ou caso você não queira investir todo esse tempo em planejamento, também existe a possibilidade de contratar alguém para ajudar você. 

Pode ser um consultor de carreira ou um headhunter. Basta que você procure por companhias especializadas em transição de carreira, recolocação profissional e outplacement. 

Conclusão 

Chegando ao fim deste artigo, esperamos que você tenha conseguido entender um pouco melhor tudo o que envolve mudar de carreira.

Falamos aqui sobre como identificar quando é o melhor momento para a mudança e como você pode se preparar para essa recolocação. 

E caso você queira começar agora o seu processo de mudança de carreira, conheça a Pós +Carreira EAD da Newton Paiva clicando neste link. 

Carreira

Veja mais conteúdos da Newton Paiva sobre EAD e educação

Entenda a diferença entre educação especial e inclusiva

Você sabe a diferença entre educação especial e inclusiva? 
17 min de leitura

Mundo VUCA e BANI: entenda a diferença entre os conceitos

Você sabe o que são o mundo VUCA e BANI? Estes são conceitos que definem o momento em que vivemos enquanto sociedade e ...
17 min de leitura

Qual a diferença entre MBA e pós-graduação?

Seguir estudando após a graduação é um desejo de muitos profissionais e os motivos são vários: agregar mais ...
14 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Carreira