Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Vida profissional

Saiba como colocar suas habilidades e competências no currículo

BLOG NEWTON PAIVA

Os melhores conteúdos sobre EAD e educação

Vida profissional

Saiba como colocar suas habilidades e competências no currículo

Blog da Pós EAD da Newton
Por Blog da Pós EAD da Newton em Jul 20, 2022 12:15:00 AM | 20 min de leitura

Muito se fala sobre a construção de um bom currículo: ele não pode ser muito extenso, mas também não dá pra ser sucinto. Ele precisa conter suas habilidades e competências, de forma clara e objetiva.  

Como você tem destacado suas habilidades e competências na hora de procurar um emprego? Essas informações valem ouro e merecem atenção.  

Há quem acredite que elas sejam sinônimos, quando, na verdade, as habilidades e competências têm significados diferentes. 

Quando bem trabalhadas, agregam mais peso e valor ao seu currículo. Continue a leitura e entenda como dar o destaque que elas merecem. 

Confira:

Qual é a diferença entre habilidades e competências?
Exemplos de habilidades e competências
Como colocar habilidades e competências no currículo
Quais são as competências e habilidades mais valorizadas pelo mercado?
7 habilidades e competências para você explorar
Como descobrir e desenvolver suas habilidades e competências 

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

Qual é a diferença entre habilidades e competências? 

Não significam a mesma coisa, mas são características que se complementam de certa forma. Mas como podemos diferenciá-las? 

As competências são características que você pode desenvolver ao longo da vida: aprender novos idiomas, aulas de direção, cursos de oratória, liderança, gestão de tempo, treinamentos específicos, experiências em viagens e demais áreas que você possa conhecer algo novo.  

Já as habilidades são características que, naturalmente, fazem parte de você, seja no trânsito, esportes, disciplinas de exatas, atividades artesanais, desenho, escrita, relacionamento e por aí vai.  

Em resumo, se nasce com habilidades e se desenvolvem competências. E sabe quando elas se completam? Na necessidade.  

Você pode ter facilidade com exatas, mas não se entender com gramática.

Na primeira, é possível estudar para tirar boas notas, na segunda, pode ser que sejam necessárias aulas particulares de reforço e mais horas de estudo.  

O importante é entender que ambas são muito bem vistas em processos seletivos e fazem parte dos requisitos mínimos para vagas administrativas, comerciais, gestão, engenharias, entre outras. 

4 exemplos de habilidades e competências 

No ambiente corporativo, ter consciência de suas habilidades e entender quais competências precisa desenvolver é o primeiro passo para se tornar um profissional de alta performance.  

Alguns exemplos são importantes para o melhor entendimento dessas características: 

1. Boa comunicação  

Saber se expressar de forma apropriada é fundamental dentro das organizações.

É dessa forma que você consegue transmitir melhor suas ideias e opiniões, se relacionar com clientes e principalmente, com a equipe de trabalho.  

Se você possui essa habilidade, então, deixe isso bem claro no currículo.  

Vale lembrar que comunicação não se limita apenas ao que sai da boca. Ela está presente na escrita, na língua de sinais e gestos.  

2. Trabalho em equipe  

Saber trabalhar em equipe mostra que você se importa com a experiência, dedicação e conhecimento do outro. 

Tem tudo para ser um momento de muito aprendizado, principalmente se os envolvidos no projeto forem empáticos, respeitosos e profissionais.  

3. Liderança 

Uma das competências mais difíceis de ser trabalhada. Saber como liderar de forma saudável os diferentes perfis que compõem uma equipe não é uma tarefa fácil.

Ela exige muitas horas de estudo e em especial, um olhar gentil. As responsabilidades são gigantes, mas também costumam ser bem recompensadas.  

Desenvolver essa competência e deixar isso claro nos processos seletivos pode ser um diferencial muito importante diante dos concorrentes.  

4. Saber como resolver problemas  

Como lidar com conflitos em tempo hábil, conhecimento e responsabilidade? Pode parecer impossível – e é para quem não tiver preparo o suficiente. 

Saber como resolver problemas é uma habilidade muito bem vista pelo departamento de Recursos Humanos, por ser uma qualidade útil para a rotina de trabalho e organização como um todo.  

As habilidades e competências formam profissionais funcionais, analíticos e produtivos. Ter essas experiências em currículo ou até mesmo o interesse em buscar aperfeiçoamento, mostra a sua vontade em aprender sempre mais.  

Como colocar habilidades e competências no currículo 

Visto que as habilidades e competências são características de grande peso na busca de emprego, faz muito sentido colocar essas informações com destaque e em um campo de fácil leitura no currículo. 

Os principais são:  

1. Objetivo 

Campo do currículo em que se tem mais espaço para contar uma história breve. 

São de 3 a 4 linhas para apresentar objetivos e também pontuar suas principais habilidades, conhecimentos e experiências. 

É importante ter poder de síntese, para não extrapolar e prolongar demais essa conversa. Deixe para contar a versão completa na entrevista. [Quebra da Disposição de Texto] 

2. Experiência 

Espaço destinado para listar todas as atividades complementares. Considere os cursos de aperfeiçoamento, palestras, projetos importantes que participou. E as principais habilidades, como por exemplo, organização, boa comunicação e responsabilidade com compromissos. 

3. Habilidades e competências 

Já que são as informações de mais peso, porque não criar uma categoria exclusiva para elas no currículo? Você pode listar todas elas e contextualizar seu nível de conhecimento em cada uma.  

Esses são bons espaços para organizar suas informações. Elas terão o destaque necessário e vão ajudar a compor sua apresentação em processos seletivos.

Saiba como colocar suas habilidades e competências no currículo

Quais são as competências e habilidades mais valorizadas pelo mercado? 

Dentre todas as competências e habilidades valorizadas no ambiente corporativo, as mais solicitadas em vagas de empregos e entrevistas são: 

  • Liderança;
  • Criatividade;
  • Flexibilidade;
  • Organização;
  • Comunicação;
  • Facilidade de adaptação;
  • Inteligência Emocional;
  • Negociação;
  • Comprometimento;
  • Capacidade de trabalhar remotamente;
  • Inovação;
  • Trabalho em equipe. 

Agora que você já sabe quais são as características e qualidades mais procuradas pelos recrutadores de RH.

Faça uma análise e identifique quais delas já fazem parte de suas vivências.  

Caso não tenha conhecimento em nenhuma das áreas, considere pesquisar mais sobre os assuntos e até mesmo, se matricular em cursos que são o futuro do mercado de trabalho.

7 habilidades e competências para você explorar  

Que tal explorar mais formas de conhecimento? 

Com as suas competências e habilidades identificadas, agora é possível também entender o que está faltando ou que precisa ser ajustado. 

Conheça novas possibilidades para se desenvolver. Para isso, separamos 7 opções para você pensar com carinho:  

1. Inteligência Emocional  

Saber manter o foco e produtividade em meio ao caos é uma característica desenvolvida pela inteligência emocional. 

Atualmente existem cursos pagos e gratuitos, palestras em plataformas de vídeos, livros, documentários, entre formatos de conteúdo que abordam esse tema.  

2. Autogestão  

Pessoas que conseguem gerir o próprio tempo, definir as prioridades de entrega e resolver problemas de acordo com suas atribuições são bem-vindas nas empresas de todos os tamanhos e segmentos.  

3. Capacidade de se adaptar  

Tudo muda o tempo todo. E quem não se adapta, pode perder muitas oportunidades. 

Como você lida com mudanças? 

Se isso for um problema, procure entender o motivo, converse com amigos ou procure profissionais que possam te ajudar a resolver essa questão, como terapeutas e mentores.  

4. Criatividade  

Podemos considerar a criatividade como uma ferramenta de sobrevivência. É com ajuda dela que conseguimos encontrar saídas para resolver os mais variados tipos de problemas. 

Dentro das organizações, onde os conflitos são constantes, ser criativo acaba sendo um diferencial super positivo.  

Pesquise formas de estimular essa habilidade, consuma os mais diversos tipos de conteúdos e assuntos. Isso vai aumentar seu repertório de ideias.  

5. Pensamento Crítico  

Ser analítico, antes de executor, pode te poupar muito trabalho. 

Para isso você precisa estar atento às situações e processos, ser observador, capaz de identificar gargalos e evitar futuros problemas.  

6. Resultados  

Ser um profissional focado em trazer bons resultados naquilo que se propõe a fazer, com certeza, vai te fazer chegar longe em qualquer carreira que escolher. 

Quando se tem os resultados como prioridade, os processos e empenhos para solucionar todas as questões dos projetos são executados seguindo o mesmo propósito. 

Isso é muito positivo para sua carreira e também para a organização em que trabalha.  

7. Trabalho remoto  

O expediente híbrido ou remoto, que começou como uma adaptação diante às circunstâncias críticas, acabou virando um novo estilo de trabalho. 

O problema é que nem todos os profissionais se adaptaram a esse formato, afinal, estar em casa é associado a um momento de lazer e descanso. 

Para muitos, incluir o trabalho nesse ambiente foi muito custoso.

Já para outros, trabalhar remotamente trouxe a oportunidade de ter mais qualidade de vida, passar mais tempo com filhos e animais de estimação e até poder se alimentar com comida fresca e caseira. 

Se você consegue gerir seu tempo e ser produtivo no trabalho remoto, então faça com que as empresas fiquem sabendo dessa informação.  

Como descobrir e desenvolver suas habilidades e competências 

As habilidades te acompanham desde o nascimento. Antes de entender o que precisa ser desenvolvido, vamos voltar algumas casas e identificar o que você já sabe fazer. 

Dá para organizar em uma lista tudo o que você faz de melhor, por exemplo: 

  • Sei cozinhar muito bem;
  • Sou disciplinada com minhas metas;
  • Sou extrovertida e comunicativa. 

Com as habilidades listadas, você consegue entender melhor os outros aspectos que precisam melhorados: 

  • Tenho dificuldade em usar planilhas;
  • Estou com problemas para gerir meu tempo;
  • Saiu um novo programa de edição, mas ainda não conheço nada sobre ele. 

Fica mais fácil saber de que ponto partir quando se tem noção de onde você está. 

Lembre-se, qualquer competência pode ser desenvolvida a base de estudos, muito esforço e boas orientações.  

No final das contas, são os seus pontos positivos e, principalmente, como eles podem contribuir para o sucesso das organizações, que vão te destacar no mercado de trabalho. 

Ao editar seu currículo, lembre-se de dar todo o destaque que as habilidades e competências necessitam.

Organize as informações, identifique seus pontos fortes e deixe claro para os recrutadores, tudo o que sabe fazer ou o que pretende desenvolver.  

Para enriquecer ainda mais seu currículo, que tal começar alguma especialização? 

Você pode escolher o aprendizado adaptativo, em que a grade de ensino se adapta a suas necessidades.

Ou ainda, aderir a formação em 4 eixos da Pós +Carreira EAD Newton Paiva, em que a cada trimestre você atualiza seu currículo com um certificado de conclusão de módulo. 

Boa sorte na busca por emprego, esperamos ter ajudado com as dicas de explorar melhor suas habilidades e competências nos processos seletivos.

Leia também:

Acelere sua carreira com a pós-graduação EAD da Newton Paiva!

Vida profissional

Veja mais conteúdos da Newton Paiva sobre EAD e educação

5 dicas de como ter mais proatividade no trabalho

Muito se fala em proatividade no trabalho, mas como colocar esse conceito em prática?
12 min de leitura

Como descobrir seus pontos fortes e fracos para crescer na carreira

Você já ouviu falar sobre pontos fortes e pontos fracos? Sabe como descobrir quais são os seus?  
14 min de leitura

Roda da Vida: a ferramenta que ajuda na vida pessoal e carreira

Quando menos se espera, ele chega: o sentimento de estar perdido. 
15 min de leitura
Ver mais conteúdossobre Vida profissional